Categoria
Social
Ter, 2023-05-02 10:51
Uma visão holística no apoio à Comunidade
Social

O impacto da Área Social da Fundação poderá medir-se pelos benefícios inegáveis e de complexa mensuração que a mesma tem proporcionado à Comunidade em que se insere, com os escassos recursos que tem tido ao dispor, ao longo dos 54 anos de existência da Fundação.

O compromisso para com os mais vulneráveis está na génese da Fundação.  Ao longo dos anos têm sido desenvolvidos trabalhos pioneiros nos domínios do envelhecimento, das crianças e jovens em risco e, mais recentemente, na vertente do desenvolvimento humano, procurando-se soluções diferenciadas que se adequem à Comunidade.
 

A atividade desenvolvida no âmbito da área Social constitui-se, assim, como um dos principais pilares da Missão da Fundação CEBI, afirmando-se como um catalisador de potencialidades e recursos, em que a relação entre a consciência dos desafios que os tempos impõem e a implementação de práticas inovadoras e promotoras da equidade social é um denominador comum.


Esta é uma área que emprega uma visão holística no apoio à comunidade: crianças, famílias e pessoas mais velhas.


Apoio a Idosos 
 

No âmbito do Apoio a Idosos é desenvolvida uma intervenção multidimensional e sistémica que tem em conta a correlação constante dos múltiplos processos de desenvolvimento, nomeadamente os biológicos, os sociais e os psicológicos. Os valores fundamentais do Humanismo, da Confiança, da Equidade, da Responsabilidade e do Profissionalismo são transversais a toda a estratégia traçada para o apoio às pessoas mais velhas.

O Apoio a Idosos em Alverca é prestado na ERPI - Estrutura Residencial para Pessoas Idosas, em Serviço de Apoio Domiciliário e em Centro de Dia. 
 

Em todas as respostas é privilegiada uma relação interpessoal próxima e afetiva, recursos de qualidade e adaptados que, na medida do possível, proporcionem o aumento da qualidade de vida das pessoas e as condições que visem a sua melhor autonomia.


Sendo o envelhecimento uma nova fase de vida, procura-se que as pessoas mantenham um estilo de vida saudável, ativo e, sobretudo, feliz. Para preservar a saúde física e mental dos residentes no Apoio a Idosos, quer nas respostas de Alverca, quer de Fonte Boa dos Nabos – Ericeira -, existe uma Equipa de assistentes de Gerontologia com formação específica, nomeadamente: médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, animadores socioculturais.


Emergência Social – Casa de Acolhimento Residencial e Comunidade de Inserção
 

A Casa de Acolhimento Residencial da CEBI, criada em 1995, tem como missão o acolhimento urgente e temporário de crianças que se encontrem em situação de perigo, de ambos os sexos, que necessitam de proteção e de uma intervenção adequada, no âmbito da Lei de Proteção de Crianças e Jovens em Perigo. Tem capacidade para acolher 30 crianças e funciona diariamente, durante 24 horas, todos os dias do ano.

O acolhimento residencial é enquadrado e precedido de decisão dos organismos competentes (Tribunais de Família e Menores e/ou Comissões de Proteção de Crianças e Jovens).
 

A atuação da equipa da Casa de Acolhimento Residencial carateriza-se por uma intervenção terapêutica, multidisciplinar e sistémica, em que o principal objetivo é salvaguardar o bem-estar e os direitos das crianças, por forma a proporciona-lhes a recuperação e um desenvolvimento tão harmonioso quanto possível, designadamente nos domínios psicológico, social, educativo e da saúde, de forma dinâmica e individualizada. 


As crianças acolhidas na Casa de Acolhimento Residencial frequentam o Colégio José Álvaro Vidal e são acompanhadas pelos serviços de Saúde da Fundação e/ou por outros serviços públicos ou privados, conforme a situação da criança requeira.

Das várias centenas de projetos de vida já desenhados para as crianças recebidas, a prioridade tem sido sempre a reintegração na família de origem e, não sendo possível, a adopção.

Proporcionar às crianças conforto e bem-estar implica um esforço financeiro muito elevado para a Fundação CEBI, esforço esse que não conseguimos superar sem o contributo daqueles que são sensíveis a estes problemas (mecenas, padrinhos solidários).

A Comunidade de Inserção, integrada no Apoio Comunitário Integrado da Fundação, na Ericeira, destina-se ao acolhimento de famílias monoparentais, sobretudo mulheres com ou sem filhos menores de idade, que se encontrem em situação de risco social.
 

Dispondo de uma Equipa Técnica de profissionais experientes e qualificados, tem como principais objetivos acolher, apoiar, formar, informar e encaminhar as famílias, proporcionando-lhes as condições necessárias para que se possam estruturar segundo um Projeto de Inserção adequado às suas necessidades e interesses.


Durante o período de acolhimento são garantidos os apoios ao nível dos cuidados básicos, da assistência médica, financeira, escolar, psicossocial e profissional, num modelo multidisciplinar e sistémico cujas práticas estão certificadas segundo as normas do Sistema de Gestão da Qualidade.
 

A Intervenção Social e Comunitária
 

A Intervenção Social e Comunitária é um importante polo de proximidade à Comunidade, pela sua intervenção transversal e construtiva. Tem percorrido um caminho já considerável na prevenção primária e secundária em situações de pobreza, na senda de contribuir para a sua erradicação, prestando apoio a pessoas mais desfavorecidas.

Assenta num modelo ecológico e sistémico e tem como objetivo a prevenção da exclusão social, a promoção da inclusão e a construção da coesão social junto das populações mais fragilizadas.
 

Ao longo da última década têm sido desenvolvidas ações no âmbito da contenção de situações de crise, na prevenção dos fatores de risco, no atendimento social e psicológico, bem como na organização de respostas articuladas e sistémicas com vista ao bem-estar e à autonomia das pessoas.


Dispondo de uma equipa de multidisciplinar de técnicos especializados nas áreas sociais e comportamentais, é mantida a intervenção em parceria com diversos agentes locais, regionais e europeus, nos diferentes domínios de intervenção, contando com uma participação ativa na Rede Social do Concelho. Entre os protocolos estabelecidos, destacam-se o Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social Integrado do concelho de Vila Franca de Xira, o Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas (programada financiado pela união europeia), o Banco Alimentar Contra a Fome e outras parcerias com vários mecenas da Comunidade.


< voltar

Outras Notícias

06 Junho 2024
CEBI integra Assinatura da Convenção pela Implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
07 Maio 2024
Ex-alunos da CEBI continuam a participar no projeto "Tenho Voto na Matéria" da UNICEF
30 Abril 2024
Laço Azul: consciencializar para os Maus-Tratos na Infância
24 Abril 2024
Kit Básico de Saúde Mental para Crianças