Categoria
Social
Ter, 2024-02-20 15:41
Um Olhar Pelos Desafios do Serviço de Intervenção Social e Comunitária
Intervenção Social e Comunitária

O apoio social desempenha um papel fundamental na promoção do bem-estar da comunidade, promovendo a resiliência, enfrentando desafios e estimulando o crescimento coletivo. O departamento de Intervenção Social e Comunitária (ISC) da Fundação CEBI tem vindo a enfrentar grandes desafios, à medida que se adapta no esforço por prestar um apoio ajustado, crucial para as necessidades dos indivíduos e das famílias mais vulneráveis da comunidade de Alverca.   

Funcionando como uma rede de segurança, protegendo os indivíduos contra os fatores de stress e ajudando-os a desenvolver mecanismos adaptativos de resposta, pretende-se promover um sentimento de pertença, coesão e eficácia coletiva, fatores essenciais para a resiliência e prosperidade da comunidade.   

Pela sua visão sistémica e abordagem holística na intervenção, o ISC reconhece a natureza e a interligação dos fatores que influenciam a dinâmica comunitária multidimensional do bem-estar. Nesta perspetiva, enfatiza a integração das dimensões física, mental, social e ambiental na promoção da saúde e da resiliência das pessoas. Identificando as principais partes interessadas, os recursos e barreiras existentes, o ISC procura otimizar o funcionamento destes sistemas e envolver esforços colaborativos entre os membros da comunidade e as organizações, no sentido de melhorar a acessibilidade, a equidade e a eficácia dos serviços de apoio social.
 

Demografia e Dinâmicas Sociais
 

A dinâmica da comunidade apoiada pelo ISC tem evoluído de forma constante devido às mudanças demográficas, padrões de migração e alterações nas estruturas sociais. A avaliação contínua da comunidade e das suas variáveis é fator essencial para a compreensão daquelas mudanças e para a elaboração do diagnóstico que permite ajustar a intervenção às reais necessidades das pessoas.  


Sensibilidade Cultural e Formação
 

A paisagem cultural diversificada em que nos inserimos coloca desafios na prestação de serviços que sejam culturalmente sensíveis e inclusivos.   

Para o bom desenvolvimento da sua atividade, o ISC ajusta-se a nuances culturais e a barreiras linguísticas, cultivando nos colaboradores a adequada sensibilidade pelos fatores culturais da comunidade. Pode, pois, dizer-se que o desenvolvimento das competências técnicas dos colaboradores é diretamente proporcional à capacidade de resposta das pessoas, estabelecendo-se uma relação de ajuda digna e de confiança.


Resposta a Emergências Sociais
 

O cenário das questões sociais é inerentemente dinâmico e, naturalmente, associado a emergências inesperadas. O ISC tem uma resposta aos desafios emergentes, sejam eles associados a crises económicas, situações de saúde pública ou outras circunstâncias imprevistas.

A capacitação para o desenvolvimento e estabelecimento de planos de contingência, para a colaboração com outros serviços da Fundação e da comunidade tem sido uma constante, como forma promover uma abordagem flexível à programação de estratégias ajustadas e funcionais.   


O Estigma da Saúde Mental 
 

O papel do apoio psicológico no ISC é fundamental para responder às complexas necessidades da comunidade, através da promoção do bem-estar psicológico, apoiando a resiliência, empoderamento e autonomização das pessoas, com o objetivo de criar mudanças positivas e melhorar a qualidade de vida das mesmas.   

No entanto, ultrapassar o estigma em torno da saúde mental é, ainda, um desafio significativo, inibindo, muitas vezes, a procura de apoio psicológico. O ISC, e a Fundação CEBI em geral, têm trabalhado para aumentar a consciencialização da comunidade sobre a importância da saúde mental, de modo a contribuir para a redução do estigma e para a promoção da bem-estar geral das pessoas.  


Integração Tecnológica e Acessibilidade
 

A integração da tecnologia nos serviços de apoio social aumenta a eficiência dos serviços prestados, a comunicação com as pessoas e a divulgação dos serviços na comunidade. Temos consciência que proporcionar apoio à inclusão digital e manter um equilíbrio entre tecnologia e envolvimento pessoal são aspetos fundamentais. 
 

Restrições de Recursos
 

A procura de apoio social tem vindo a desafiar os recursos disponíveis, o que representa um repto para a procura de apoios em fontes de financiamento diversificadas, em parcerias, nos contributos de mecenas e voluntários, otimizando a abrangência e eficácia das respostas proporcionadas pelo ISC.  


Envolvimento e Participação Comunitária
 

Construir e manter o envolvimento comunitário é um ponto chave para o sucesso da intervenção do ISC. É, assim, importante manter e intensificar as apostas na promoção da participação ativa de todos os agentes envolvidos, garantindo-se que a comunidade seja capacitada nos seus processos de tomada de decisão, de mudança e de desenvolvimento. A utilização de abordagens participativas, a organização de fóruns e o estabelecimento de linhas abertas de comunicação têm contribuído para reforçar o engagement da comunidade.   

Ao abraçar a adaptabilidade, promover a colaboração comunitária e aplicar soluções inovadoras, o ISC continuará a ter um impacto essencial na vida dos indivíduos e famílias que constituem o tecido da comunidade de Alverca apoiada pela Fundação CEBI.

 

Texto por André F. Ferreira, Psicólogo
Intervenção Social e Comunitária

 

Outras Notícias

06 Março 2024
Assembleia Geral da Liga de Amigos
08 Fevereiro 2024
Voluntariado: construindo comunidades mais fortes
07 Fevereiro 2024
Transforme o seu IRS num gesto solidário
06 Fevereiro 2024
Colégio José Álvaro Vidal associa-se a “Pedagogia em Participação”