Ao longo dos últimos anos, o Colégio José Álvaro Vidal tem mantido a tradição de efetuar, no início de cada Ano Letivo, uma sessão solene que assinale a Abertura Oficial do mesmo. Este importante espaço de celebração tem por hábito juntar a Comunidade Escolar numa cerimónia que conjuga dois grandes objetivos: em primeiro lugar, procura-se dar palco às diversas manifestações artísticas e artes performativas que compõem a oferta educativa do Colégio da CEBI, através de exibições protagonizadas pelos alunos, e, num outro plano, não menos importante, este é um momento relevante para se ouvirem reflexões do foro educativo, levadas a cabo por personalidades convidadas, que servem de pano de fundo à vivência e desenvolvimento pleno do Ano Letivo. 

O reconhecimento dos estudantes que fizeram parte dos Quadros de Mérito, Valor e Excelência do Ano Letivo transato é também assinalado, como forma de incentivo para que todos os alunos possam alcançar a excelência, que tão bem caracteriza a identidade do Colégio José Álvaro Vidal.

O período que atravessamos, marcado pela pandemia provocada pela Covid-19, obriga a ajustes, por vezes diários, no desenvolvimento da atividade do Colégio. E, claro, forçou a que a cerimónia de Abertura de Ano Letivo não pudesse ser realizada presencialmente, nos moldes habituais. 

Abertura de Ano Letivo e Entrega de Diplomas registadas em vídeo

Contudo, entendendo que este é um momento marcante para toda a Comunidade Escolar, e contando com empenho e dedicação acrescidos, procurou-se, através dos meios digitais, chegar a toda a nossa Comunidade Escolar. 

Na impossibilidade de juntar todos os intervenientes no mesmo espaço, registou-se em vídeo um conjunto de atuações individuais, protagonizadas por alunos das Classes de Instrumento, e entre os dias 15 e 19 de outubro, procedeu-se simbolicamente à Entrega de Diplomas, turma a turma, respeitando as boas práticas de segurança implementadas pela Fundação CEBI. 

Os momentos “simbolizaram a visão da Escola que se ambiciona” – um espaço que “habilita os jovens com saberes e valores para a construção de uma sociedade mais justa, centrada na pessoa, na dignidade humana e na ação sobre o mundo enquanto bem comum a preservar”. Uma viagem de voos bem altos pelo “saber ser e saber aprender”.

Canais e plataformas digitais transportam “famílias até à Sala de Aula”

Depois de um período de grande afastamento físico e de todas as condicionantes que se impõem atualmente ao funcionamento diário do Colégio José Álvaro Vidal, manter vivas estas celebrações tem uma “importância enorme”. Só assim, acreditam os Coordenadores Pedagógicos, “é possível manter e solidificar relações de confiança entre o Colégio e as famílias, que hoje estão impossibilitadas de acompanhar de perto a dinâmica educativa”.

A estratégia passa por continuar a arranjar mecanismos para “abrir as janelas da Escola” e convidar a Comunidade Escolar a entrar na Sala de Aula, ainda que à distância. Esta necessidade de envolvimento leva a que “seja necessário continuar a surpreender nestas novas formas de comunicação”, afirmam.

Para além disso, nas palavras da Coordenação, fica ainda claro que um momento de Entrega de Diplomas sobre o Ano Letivo transato seria sempre fundamental – “numa ótica de valorização e de reconhecimento do caminho feito até agora”. Sobre esta necessidade, auxiliam-se também das palavras do Professor Cipriano Luckesi, quando afirmou que “terá de ser o instrumento do reconhecimento dos caminhos percorridos” o que ampara e defende a “identificação dos caminhos a serem perseguidos”.

Conjugação de esforços em “processos de construção e desconstrução” 

O momento conturbado que o mundo, o país, a Fundação e, em particular, o Colégio José Álvaro Vidal atravessa, exige um compromisso vincado para que este Ano Letivo seja também repleto de experiências educativas capazes de potenciarem processos de aprendizagens e/ou interações ricas social e culturalmente. 

Para atingir os objetivos de outrora, as práticas pedagógicas passam invariavelmente por “processos de construção e desconstrução”, onde o “pensamento crítico é extremamente valorizado”. É nessa aposta que se foca a Direção e Coordenação Pedagógica do Colégio da CEBI, numa “conjugação de esforços diária, diferenciada e comunicacional” para que a atividade escolar decorra com a normalidade possível. Este empenho e dedicação são também extensíveis ao Corpo Docente e ao pessoal Auxiliar do Colégio, sem os quais seria impossível receber com “tranquilidade e segurança” sensivelmente 1400 alunos da CEBI.

Apesar das novas regras e limitações em vigor, que naturalmente protagonizam um Colégio distinto do habitual, também o Conselho de Administração da Fundação procura que este seja “um espaço de valorização, através de práticas diferenciadas”. Num comunicado enviado a todos os Encarregados de Educação, por ocasião da Abertura de Ano Letivo 2020/2021 e da Entrega de Diplomas, ficou o registo de que todos, sem exceção, querem “continuar a transmitir conhecimentos técnicos e científicos, a incutir valores e a propiciar o acesso a múltiplas manifestações culturais”. 



VOLTAR