Vivemos num mundo sonoro: a nossa casa, o nosso trabalho, a nossa escola, as ruas por onde andamos. A natureza é repleta de sons, silêncios e ruídos. São eles que constituem a nossa paisagem sonora.

É importante aprender a escutar e sensibilizar o ouvido ao mundo sonoro que nos rodeia, despertando uma escuta ativa. Pretendemos fazer do silêncio e da escuta do silêncio, o ponto de partida para a aprendizagem, para o crescimento e para a compreensão do mundo.

Surge, assim, a atividade – Parar para Ouvir a Sonoridade do Ambiente – da equipa da Educação Pré-escolar (3 anos). As crianças andaram pela escola, em diferentes ambientes, para ouvir e conversar sobre os sons, identificando-os e caracterizando os que mais ou menos gostaram. Estes sons foram gravados, dando posteriormente uma nova oportunidade de escuta e análise.

Análise da Paisagem Sonora

A ação reflexiva construída com as crianças poderá trazer a consciência da qualidade sonora do ambiente e uma possível transformação na direção de uma melhoria da nossa paisagem sonora. Além disso, este exercício envolve aprendizagens como o desenvolvimento da memória auditiva, a distinção de diferentes timbres e intensidades de som, que inclusivamente fazem parte do domínio da Música.

Este conjunto de atividades da exploração criativa das paisagens sonoras, desafiam a criança a conhecer e pensar o mundo através da escuta. A criança ouve, canta, dança, mima, improvisa e cria de uma forma lúdica.

Uma outra atividade prendeu-se com a – Exploração e Criação de Sons – a partir de instrumentos musicais e de diferentes objetos. Todos os sons produzidos ou propagados por objetos do quotidiano, pelo corpo e pela natureza, ampliam as possibilidades da expressão musical.

A terceira atividade neste âmbito – Corpo em Movimento – surge, porque sendo o corpo um instrumento musical por excelência, é mais capaz, do que qualquer outro, de interpretar os sons. O corpo expressa emoções, exteriorizando ações nos movimentos, gestos e sons.

E Movimentar o corpo é uma forma agradável de brincar. É comunicação, pois tem uma linguagem própria que transmite informação a terceiros através do movimento.

 



VOLTAR