Falar de CEBI é, invariavelmente, falar de José Álvaro Vidal. Por isso mesmo, em ano de cinquentenário celebra-se também a "visão de futuro" do principal impulsionador do nascimento e crescimento da atual Fundação. O homem, “de espírito irrequieto, sonhador e altruísta”, que em 1968 lançou a semente da associação que em 1995 se transformou na Fundação CEBI, foi homenageado a 09 de abril, num momento simbolicamente marcante, partilhado com a família de José Álvaro Vidal e que contou com a presença das forças vivas do Concelho.

A iniciativa, integrada nas comemorações do 50.º aniversário da Fundação, consistiu na transplantação de uma Oliveira Centenária, proveniente de Moura, terra alentejana que viu nascer José Álvaro Vidal e onde este passou parte da sua adolescência. 

Na cerimónia esteve “um novo amigo da CEBI”: Álvaro Azedo, Presidente da Câmara Municipal de Moura, que desde o primeiro momento se quis associar à homenagem, oferecendo a Oliveira Centenária que protagonizou o momento. Maria da Luz Rosinha, Deputada à Assembleia da República, Alberto Mesquita, Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Carlos Gonçalves, Presidente da Junta de Freguesia de Alverca e Sobralinho, entre demais entidades e parceiros, também marcaram presença na celebração, cuja abertura ficou a cargo das alunas de Dança da Professora Laura Póvoa, que, em comunhão plena com a natureza, apresentaram uma coreografia envolvida na própria Oliveira Centenária.

As crianças e jovens que sempre estiveram no centro da ação da CEBI foram, desta forma, parte ativa da homenagem ao fundador desta “Casa”. 

Alunos da CEBI criam “Árvore dos Compromissos”

Em paralelo à homenagem, onde Ana Maria Lima, Presidente do Conselho de Administração, manifestou a sua alegria por “lembrarmos um homem de grande espírito solidário que, ao longo da sua vida, se preocupou mais com os outros do que consigo próprio”, os alunos do Colégio José Álvaro Vidal voltaram a “celebrar com a natureza”, respeitando e contribuindo para a preservação do Planeta Terra. 

Do Ensino Pré-escolar ao 3.º ciclo, envolvidos em atividades dinamizadas pelos Delegados Ambientais do Projeto Eco-Escolas, os estudantes foram convidados a viver um conjunto de jogos sensoriais e lúdicos, onde puderam sentir, cheirar, abraçar e desenhar a natureza. Num desses momentos, foi criada uma “Árvore dos Compromissos”, onde cada aluno deixou o compromisso que pretende ter com natureza que o rodeia. 



VOLTAR