Uma mão cheia de desejos e sonhos foram esculpidos pelos 85 alunos do 9.º ano do Colégio José Álvaro Vidal (CJAV) no Jantar de Finalistas do Ano Letivo 2017/2018. A cerimónia decorreu, este ano, no Pavilhão Polidesportivo da CEBI, que se transformou num ambiente repleto de glamour.

Era dia 29 de junho e, pela primeira vez, nem todos os estudantes do 9.º ano aproveitaram a ocasião para se despedir do Colégio da CEBI – o anúncio do alargamento da Oferta Educativa ao Ensino Secundário já havia sido dado e alguns dos estudantes vão continuar o seu percurso educativo na CEBI.

Vivido com um misto de emoção e orgulho, o Jantar de Finalistas das turmas do 9.º ano permitiu, uma vez mais, renovar as certezas sobre o facto de nunca existirem “dois nonos anos iguais”. Esta diversidade, promovida diariamente na resposta educativa da Fundação CEBI, obriga a que, cada ano, “sobressaiam características distintas entre várias turmas”. E isso revela-se não só na identidade individual dos alunos, mas também na de conjunto. Foi com base nessa multiplicidade que o Jantar de Finalistas deste ano nasceu e foi vivido. Depois da passagem dos finalistas pela “Red Carpet”, onde não faltou o registo fotográfico, a noite iniciou-se com uma exibição de sapateado, seguindo-se a graciosidade da exibição corporal em Tecidos Verticais, tendo terminado com o canto do Hino da CEBI, num serão que se apresentou como um desfile de talentos e de momentos de improviso, orientado pelos alunos Pedro Gil e João Freitas que, de forma encantadora, foram os cicerones de mais uma conclusão do 3.º ciclo do Ensino Básico. 

“Que daqui a trinta e cinco anos tenham conseguido cumprir todos os vossos sonhos”

Acompanhado por vários elementos da Administração, Direção Geral e Corpo Diretivo da Fundação, dos quais se destacam Ana Maria Lima, Presidente do Conselho de Administração, e António Castanho, Diretor do Colégio, o Jantar de Finalistas não terminou sem a entrega do tradicional Livro de Finalistas, que este ano contou com um posicionamento distinto do habitual.

Numa perspetiva de aproximação ao 50.º aniversário da CEBI, os alunos do 9.º ano foram convidados a escrever uma carta para lerem daqui a 35 anos, altura em que assinalam o seu 50.º aniversário. “Onde vou estar no futuro?” foi a pergunta base deste exercício, recheado de vontades sem fim.

Para além disso, ao folhearem o Livro, os estudantes foram convidados a reviver “23 factos que mudaram o nosso mundo” desde que nasceram. E, num conjunto significativo de “notas soltas”, puderam deixar testemunhos nos Livros de cada um e recolher mensagens junto daqueles que mais os marcaram. 

As intenções de todos aqueles que acompanharam o percurso de mais um grupo de Finalistas são simples: “que daqui a trinta e cinco anos tenham conseguido cumprir todos os vossos sonhos”. Assina-o António Castanho mas subscrevem os que tiveram o “imenso privilégio” de acompanhar o “desenvolvimento, os desafios e os momentos de generosidade” destes estudantes. 



VOLTAR