A Fundação CEBI, através do seu Departamento de Intervenção Social e Comunitária (DISC), participou no primeiro episódio de 2021 do programa "Linha da Frente", da RTP, que mostrou o impacto da pandemia nas famílias portuguesas. 

“As Outras Vítimas” é uma reportagem da jornalista Patrícia Lucas, que esteve no DISC a acompanhar o trabalho social da Fundação, onde existiu um aumento de 40% na procura de bens alimentares. Dados do Tribunal de Contas, revelam que esses cabazes alimentares não são os mais adequados para as necessidades das famílias e só chegam a 32% de quem precisa. Portugal é, a par de Itália e da Grécia, um dos países onde que há uma maior relação entre a pobreza infantil e a falta de apoio estatal.

Neste programa do “Linha da Frente” pode ficar a conhecer “casas cujo sustento foi perdido por causa do desemprego” e “onde o Natal foi passado com quase nada”. 19% das crianças portuguesas estão em risco de pobreza. Os dados são da Unicef, que estima que os números se agravem em 15% durante este ano. 

DISC apoia agregados em situações de carência, fragilidade e/ou de crise

A matriz fundamental do DISC consiste na promoção da inclusão e na construção da coesão social, tendo como principal finalidade diagnosticar, enquadrar conceptualmente e intervir, através da ação social e da psicologia, junto das populações mais fragilizadas da comunidade em que se insere.

O seu Gabinete de Atendimento Social desenvolve a sua intervenção informando, orientando e encaminhando todas as pessoas e famílias que recorrem ao serviço. Apoia os indivíduos e os agregados em situação de carência, de fragilidade e/ou de crise. 

Entre outros programas, destaque para o de Ajuda Alimentar, que é desenvolvido com produtos provenientes do Fundo Europeu de Auxílio aos Carenciados (FEAC), do Banco Alimentar Contra a Fome e também das diversas empresas parceiras, ao abrigo do mecenato.


Clique na imagem em baixo e conheça o episódio completo do programa da RTP:



VOLTAR