Foi com empenho e dedicação que os alunos do 1.º ao 9.º ano do Colégio José Álvaro Vidal elaboraram, durante o Ano Letivo que agora terminou, alguns Projetos integrados no Programa Eco-Escolas.

A redução, reutilização e reciclagem de materiais foi o principal objetivo trabalhado durante as atividades propostas, que voltaram a envolver a maior parte da Comunidade Escolar. No entanto, ser criativo também era muito importante!

Envolvimento de alunos e da Comunidade

No âmbito da “Geração Depositrão”, Projeto que “visa (in)formar as crianças e jovens acerca da importância do adequado encaminhamento dos Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (REEE), pilhas e acumuladores”, os estudantes da CEBI organizaram, junto da Comunidade, uma recolha de lâmpadas, pilhas e eletrodomésticos “em fim de vida”. 

Para além disso, foi solicitado aos alunos do 1.º ciclo, a decoração de uma t-shirt com desenhos ou frases alusivas à Operação Nariz Vermelho – causa associada ao objetivo solidário da "Geração Depositrão".

Num concurso interturmas, intitulado “Constrói o Teu Ecoponto”, os alunos do 1.º ao 9.º ano de escolaridade foram desafiados a planear e edificar um ecoponto, cujos recursos utilizados fossem exclusivamente materiais reciclados. Os Delegados Ambientais – representantes de cada turma no Projeto Eco-Escolas – escolheram as propostas do 3.ºA e o 5.ºA como vencedores.

No âmbito da atividade “Hortas Biológicas”, promoveu-se o concurso “Constrói o Teu Espantalho”, tendo a turma do 2.ºA obtido o 1.º e o 2.º lugar.

Desde 1996 que o Programa existe em Portugal

Com as dinâmicas desenvolvidas durante o ano, onde não faltaram momentos de incentivo ao trabalho em equipa e ao desenvolvimento criativo, o Conselho Eco-Escolas do Colégio José Álvaro Vidal pretendeu envolver a Escola e a Comunidade na implementação de algumas práticas de sustentabilidade ambiental.

O Programa Eco-Escolas é uma iniciativa internacional da “Foundation for Environmental Education”, desenvolvida em Portugal, desde 1996, pela ABAE – Educação Ambiental para a Sustentabilidade. Com uma coordenação multinível, que começa internacionalmente e desenvolve-se, depois, de forma nacional, regional e de Escola, o Programa “pretende encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido” pelos participantes, “no âmbito da Educação Ambiental para a Sustentabilidade”.



VOLTAR