A necessidade de promover melhores condições para que as crianças se possam desenvolver de forma saudável e equilibrada sempre foi a nossa prioridade. A pandemia veio fazer-nos refletir sobre o modo como a escola funciona, trazendo múltiplas questões e desafios à promoção do bem-estar, desenvolvimento e aprendizagem da criança.

Após um período de confinamento em que se experimentaram modelos de educação à distância e em que percebemos a importância do espaço físico da escola para se garantirem condições de aprendizagem igualitárias entre crianças, surge também a preocupação com as condições de saúde e segurança garantidas por estes ambientes.

Não querendo que as crianças permaneçam muito tempo em espaços fechados, privilegiamos as atividades ao ar livre, valorizando o brincar, o contacto com a natureza, a educação para a sustentabilidade.

O espaço exterior não é um espaço de intervalo entre atividades orientadas em sala, ou um ambiente dedicado apenas à atividade motora e à libertação de energia. O envolvimento do adulto, através de uma atitude sensível, estimulante e promotora de autonomia é fundamental para o desenvolvimento de um espaço cativante, desafiador, seguro e responsivo.

O adulto deve ter um papel:

  • Organizador do contexto - criando desafios e estímulos que envolvam diferentes áreas do desenvolvimento e que atendam às necessidades das crianças;
  • Observador - identificando interesses, sentimentos, necessidades e forças de cada criança, obtendo dados sobre o modo como o espaço é interpretado e utilizado;
  • Promotor/Mediador – apoiando a resolução de problemas, dialogando sobre as situações, oferecendo incentivos e segurança emocional.

Estes papéis devem funcionar de forma articulada e ponderada, encontrando-se um equilíbrio entre o envolvimento do adulto nas vivências da criança e a necessidade de dar espaço para que esta possa desenvolver iniciativas sozinha ou com os pares, usufruindo de momentos de autonomia e de autorregulação.

Foi nesta linha de pensamento que o Colégio José Álvaro Vidal, com as suas crianças de 3 anos do Pré-escolar, preparou a atividade “Ambiente de Primavera - descobertas e relações”, criando diferentes espaços de exploração, que se puderam interligar a partir da criatividade e imaginação de cada criança (cozinha, espaço de terra, ervas e serradura, caixas com água e flores de papel crepe de várias cores, pintura em papel cenáriomassa de modelarbarro).

Criou-se um ambiente indissociável de objetos, cheiros, texturas, formas, cores, sons e crianças, que se relacionaram e se transformaram em momentos lúdicos.



VOLTAR