Depois de ter sido suspensa entre março e junho deste ano, a Atividade de Enriquecimento Curricular (AEC) de Basquetebol foi pioneira no reinício das atividades desportivas no Colégio José Álvaro Vidal. A intensão dos atletas e das famílias para retomar esta prática desportiva foi preponderante, mas as decisões necessárias para este recomeço tiveram que ser ponderadas e as rotinas da atividade completamente ajustadas à realidade pandémica.

“Reiniciámos os treinos com as equipas Sub18, divididas em grupos de seis atletas, cada elemento com o seu cesto e bola. Os planos de aprendizagem passaram a ter um cariz ainda mais individual”, explicou João Leote, um dos treinadores da modalidade, acrescentando que “apesar de algumas dúvidas iniciais, foi muito importante retomarmos alguma rotina física”.

Em setembro, com a reabertura total das Escolas e com o início de um novo Ano Letivo, “facilitou-nos a experiência que já tínhamos adquirido nos meses de verão”. Entre reuniões para definição de um rigoroso Plano de Contingência, realizaram-se também várias formações com treinadores e médicos, de modo a que nenhuma orientação da Direção-Geral da Saúde (DGS) fosse descurada. João Leote esclareceu: “procurámos reinventar a prática do Basquetebol, aproveitámos para corrigir aspetos de componente mais técnica e trabalhar capacidades físicas”.

No total, “temos cerca de 75 atletas a treinar semanalmente, de acordo com as regras estabelecidas pela DGS e conhecedores do Plano de Contingência em vigor”. 

Fica a faltar “a aplicabilidade em situação de jogo” que “é a essência da modalidade”. Para o treinador do CJAV, “essa é a junção de todas as peças”. No entanto, afirma, “a compreensão e persistência dos nossos alunos tem sido motivadora para, ainda assim, continuar”. João Leote deixa ainda um convite: “quem pretender juntar-se à nossa equipa, deve entrar em contacto através do seguinte email aec@cjav.fcebi.org”.



VOLTAR