E se a experiencia profissional dos Encarregados de Educação dos alunos da CEBI fosse partilhada na Escola? Em formato de testemunho e relacionando diretamente o discurso com os conteúdos programáticos que estão a ser abordados em Sala de Aula? 

Esta possibilidade surgiu através de um encontro recente com alunos do 8.º ano, em que Jorge Chumbo, Oficial da Marinha há 29 anos e pai do aluno Daniel Chumbo do 8.ºA, esteve no Auditório da Fundação para dinamizar duas sessões sobre “Migrações”, conteúdo lecionado nas aulas de Geografia. O testemunho surge na sequência de duas missões de salvamento de refugiados, em que o Encarregado de Educação participou no Mar Mediterrâneo.

Abandonam o seu país por causa da “guerra e da pobreza em que vivem”, à procura de “melhores condições de vida” e “não para ter mais dinheiro”. Foi desta forma que Jorge Chumbo caracterizou as pessoas que encontrou, em alto mar, “em embarcações sem condições e sem qualquer instrumento de navegação”. Alertou para, muitas vezes, “estarem todos à deriva, já sem combustível para chegar onde quer que seja” e que o mais importante nestas ações de busca e salvamento em que participou “foi garantir a segurança e confiança dos Seres Humanos que ali estavam”. 

Certo de que as migrações “não são de agora”, Jorge Chumbo explicou ainda que este fenómeno “ocorre pela escassez de condições, de produtos e serviços numa determinada parte do mundo”, e que, por isso, o “instinto de sobrevivência e bem-estar inerentes ao Ser Humano” é superior a tudo.



VOLTAR