No dia 25 de novembro, a Fundação CEBI assinalou, numa só Cerimónia, o 47º aniversário de atividade continuada em prol do desenvolvimento Comunitário, os 20 anos sobre a passagem de Associação a Fundação e ainda o 20º aniversário da inauguração do Centro de Emergência Social. Uma tripla razão de festejo, nitidamente refletida no Pavilhão Polidesportivo onde decorreu a Cerimónia, decorado com “um conjunto de momentos que marcaram os 47 anos de atividade, nomeadamente a inauguração de vários Equipamentos, tanto em Alverca, como na Ericeira”.

A Cerimónia, que foi presidida por Emílio Rui Vilar, Presidente do Conselho Consultivo das Fundações, contou ainda com as intervenções de Ana Maria Lima, Presidente do Conselho de Administração da Fundação CEBI, e de Alberto Mesquita, Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. Com carinho, respeito e o devido reconhecimento, os três intervenientes na Sessão relembraram e elogiaram José Álvaro Vidal, “um homem visionário” considerado “o principal responsável pela existência e permanente desenvolvimento da CEBI”.

Vontade de aperfeiçoamento na construção de planos de apoio contínuo à Comunidade

Continuar a “projetar pioneirismo na sua intervenção” foi o principal desejo deixado por Ana Maria Lima durante o seu discurso. A Presidente do Conselho de Administração da CEBI, que também comemorou nesse dia 20 anos de trabalho e dedicação à Instituição, reconheceu que todos “têm sabido conquistar a confiança dos seus utentes” mas, salvaguardou, que é necessário continuar a promover as boas práticas e fortalecer a rede de parcerias já estabelecidas – “temos atuado de forma empenhada em prol do desenvolvimento efetivo da Comunidade e este é o compromisso que se manterá, em especial no apoio aos grupos mais vulneráveis”, afirmou.

Emílio Rui Vilar foi mais longe, garantindo que, numa época em que “ainda persistem tantas situações negativas decorrentes da Crise Económica e Financeira que estamos a experimentar desde 2008”, o exemplo da Fundação CEBI “deve ser replicado, no seu dinamismo, solidariedade e interajuda, noutras Regiões do país”. Para o Presidente do Conselho Consultivo das Fundações, “o Projeto da CEBI é único no que diz respeito ao desenvolvimento e ao apoio Comunitário, sobretudo na dimensão humana da sua realidade, em todas as suas valências”.

Colaboradores ao serviço não só de uma Fundação, mas da própria Comunidade

Conscientes que “a história desta Instituição não se fazia sem a história de algumas pessoas”, durante a Cerimónia foram homenageados os Colaboradores da Fundação CEBI que também comemoram, este ano, 20 anos de serviço.

Num ambiente pop art, literalmente pintado (e dançado) pelos alunos do Colégio José Álvaro Vidal que participaram na Sessão, foram reconhecidos 19 trabalhadores, considerados, a par de todos os outros, “fundamentais e imprescindíveis para o desenvolvimento organizativo da Instituição”. O momento foi conduzido por Honório Vieira, Diretor-geral da Fundação, admitindo que “a CEBI se sente privilegiada por ter ao seu serviço Colaboradores e Equipas que se transcendem no seu saber e dedicação”.  



VOLTAR