Uma em cada cinco crianças é vítima de alguma forma de violência ou abuso sexual. Os números, para além de preocupantes, tornam ainda mais evidente a necessidade emergente de uma cultura preventiva. A propósito do Dia Europeu contra o Abuso e Exploração Sexual das Crianças, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Vila Franca de Xira (CPCJ) está a levar a cabo, nas Escolas do concelho, o Projeto “Aqui Ninguém Toca – Prevenção do Abuso Sexual”. 

As três turmas do 4.º ano do Colégio José Álvaro Vidal participaram ativamente na dinâmica, conduzida por elementos da CPCJ de Vila Franca de Xira e por agentes da Polícia de Segurança Pública (PSP).  Durante as sessões pretendeu-se “desmistificar sentimentos de culpa e reprimir a cultura do silêncio”, falando abertamente sobre a temática e explicando aos participantes “como agir quando ficam expostos a uma situação de abuso ou conhecem alguém nessa posição”. 

A regra “Aqui Ninguém Toca” faz parte da campanha “Uma em Cinco” do Conselho da Europa – um guia simples que ajuda “pais e Educadores a explicarem às crianças que partes do corpo não devem ser tocadas por outras pessoas, como reagir se isso acontecer e onde procurar ajuda”.  

A partir da visualização de conteúdos multimédia e do manuseamento, em pequenas equipas, de um jogo de tabuleiro, preparados para o efeito, os alunos da CEBI foram apreendendo os princípios mais importantes desta ferramenta de prevenção de abusos a crianças: “o teu corpo é só teu”, há “contacto físico bom e contacto físico mau”, bem como existem “segredos bons e segredos maus”. 



VOLTAR