Previous Page  9 / 82 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 9 / 82 Next Page
Page Background

9

NOTA DE

ABERTURA

A Fundação CEBI demonstrou, ao longo do exercício de

2015, a sua capacidade de detetar novas necessidades,

de mobilizar e movimentar forças e criar as mais diversas

e numerosas redes, de fomentar aquilo que se designa de

“capital social”, tendo em conta a utilização correta dos seus

recursos disponíveis.

Foram, assim, criadas respostas adequadas e inovadoras,

tendo por base os Valores e Princípios orientadores, que es-

tão na origem da sua existência, sempre presentes na sua

atividade, como os Valores da igualdade de oportunidades,

da inclusão, da dignidade e da defesa da coesão social e do

ambiente, e os Princípios da solidariedade, do humanismo

e do desenvolvimento sustentável.

Ao longo destes anos, acumulou experiência, atingiu elevado

nível de maturidade, sendo mais exigente em todas as suas

práticas com energia e vontade de fazer bem feito. A excelên-

cia tornou-se o seu objetivo e padrão de desenvolvimento.

Tem crescido ao longo do seu percurso de 47 anos, adap-

tando-se aos momentos bons e menos bons, sempre com a

preocupação emmelhor servir os que mais dela necessitam.

Face à sua característica de organização de Economia So-

cial, a Fundação CEBI tem sido responsável por uma abor-

dagem diferente da atividade socioeconómica, que consiste

em privilegiar as pessoas em detrimento do capital finan-

ceiro. Consequentemente, não se configura apenas como

uma organização produtora de serviços, mas principalmen-

te como produtora de conexões sociais, aspeto este funda-

mental para a gestão do capital social e humano. O respeito

pela dimensão humana e o combate à exclusão social fa-

zem parte dos princípios de quem trabalha e colabora com

a Fundação.

No desenvolvimento diário da sua atividade e nas inúmeras

respostas na Educação, no Social e na Saúde, a Fundação

tem sido um polo importante de geração de emprego com

um grande impacto económico e social junto da comunida-

de que a envolve.

Merecem por isso uma palavra, muito especial, todos os

colaboradores, que têm contribuído para alcançar os obje-

tivos que a Fundação se propõe concretizar, através do seu

desempenho e comprometimento com a sua Missão.

A cooperação e colaboração com os Organismos Públicos,

com as Entidades Nacionais e Internacionais e com os res-

tantes parceiros foram preponderantes na concretização

da ação desenvolvida.

Ana Maria Lima

Presidente do Conselho de Administração