Previous Page  43 / 110 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 43 / 110 Next Page
Page Background Relatório e Contas 2013 Fundação CEBI

43

|

Instituidores e Órgãos Sociais

|

Nota de Abertura

|

A Fundação em Números

|

Relatório de Atividades

|

Análise Económica e Financeira

|

|

Referências Finais

|

Demonstrações Financeiras | Anexo às Demonstrações Financeiras

|

Apreciação e Certificação

|

Contactos

|

Educação

|

Ação Social

|

Saúde

|

Outras Atividades

|

Balanço Social

|

o processo de acolhimento, garantindo a satisfação das necessidades básicas de sobre-

vivência; proporcionar apoio psicossocial aos agregados familiares de forma a contribuir

para o seu equilíbrio e bem-estar; promover competências pessoais, sociais, parentais,

profissionais de modo a atingir o objetivo final de promover a autonomização e a reinser-

ção das famílias monoparentais.

Destaques

No âmbito do Projeto de Treino de Competências Sociais e Profissionais desenvolvido

pela técnica de reinserção que acompanha a Comunidade de Inserção, todas as mães

realizaram trabalhos práticos nas várias valências e serviços da Instituição (Lavandaria,

Serviços Gerais, Lar, Creche e Pré-escolar).

Atividades

Durante os processos de acolhimento foram asseguradas as necessidades básicas das

famílias acolhidas no que respeita ao alojamento, alimentação, higiene e promoção do

bem-estar.

A intervenção foi marcada por uma contínua orientação para as necessidades e objetivos

específicos de cada agregado através da construção e monitorização do Projeto Indivi-

dual do Agregado.

Durante 2013, foram realizados atendimentos semanais onde foram desenvolvidas ati-

vidades num largo espectro, desde a resolução de questões burocráticas (legalizações,

abonos, etc.), até à promoção das diferentes competências (pessoais, sociais, laborais e

parentais) fundamentais para o processo de autonomização destes agregados.

De forma complementar, foi realizado o acompanhamento individualizado dos agregados

aos diferentes serviços, entre eles consultas de saúde e postos de atendimento, como

por exemplo, Serviço de Estrangeiros e Fronteira, Embaixadas, Instituto de Medicina

Legal, Comissão de Proteção de Jovens e Crianças.

Foram promovidas atividades de verão, que incluíram idas à praia e à piscina, participa-

ção ematelieres de pintura e realização de piqueniques. A dinamização destas atividades

teve, como objetivos, promover as competências parentais e a vinculação afetiva através

do desenvolvimento de experiências positivas, promotoras de autoestima e bem-estar.

Procurou-se estimular os valores cívicos e de solidariedade através da participação em

Promoção de

competências

parentais e

vinculação afetiva

através do

desenvolvimento

de experiências

positivas