Desde a sua constituição, em 1968, e no desenvolvimento da sua atividade, a Fundação CEBI tem pretendido dar respostas adequadas às solicitações e necessidades dos que a procuram, sempre em prol do bem comum, acreditando que é sempre possível fazer melhor.

Na Casa de Acolhimento da Fundação, a atitude não poderia ser diferente. Em funcionamento desde 1995, o Departamento de Emergência Social da CEBI tem como missão o acolhimento urgente e temporário de crianças em perigo que necessitam de proteção e de intervenção adequada. A sua atuação multidisciplinar tem como principal objetivo a criação de Projetos de Vida apropriados, que salvaguardem o bem-estar e os direitos fundamentais das crianças.

Sentido de responsabilidade e comprometimento

Procurando esse bem-estar, no ano em que assinalou 20 anos de atividade, em 2015, a Casa de Acolhimento da CEBI lançou o Programa “Padrinhos Solidários”, a partir do qual qualquer pessoa ou grupo de pessoas (amigos, empresas, entre outros) pode acompanhar com interesse e dedicação as crianças carenciadas de meio familiar que se encontram institucionalizadas, para além de um contributo financeiro.

Os princípios e orientações que norteiam o Programa estão compilados aqui, e pretendem transmitir a todos os aderentes um forte sentido de responsabilidade e comprometimento, “de modo a que todos sintam estar a contribuir para um objetivo claro e comum”.

Rui Vitória embaixador do Programa de Apadrinhamento da CEBI

No âmbito da campanha “Em 2017, seja um Padrinho Solidário!”, Rui Vitória, Treinador da Equipa principal de Futebol do Benfica, assumiu este Projeto, apadrinhando uma criança da Casa de Acolhimento, apelando para que “todos ajudem a construir histórias felizes”. Rui Vitória, natural de Alverca do Ribatejo, tornou-se, desta forma, uma das várias pessoas e empresas que têm contribuído para o êxito deste Programa filantrópico e voluntário, reforçando a importância dos exemplos de humanismo e de solidariedade.

Desde o lançamento do Programa de Apadrinhamento da CEBI, foram várias as empresas e os particulares que se quiseram juntar a esta causa. Olga Fonseca, Diretora do Departamento de Emergência Social, agradece o contributo dos restantes Padrinhos Solidários: Farmácia Nova Alverca, Luís Ferreira Lopes, Hugo André Barreiros, InvistaMais, José Idálio Pinto, Clivip, Faprochem, Katia Cosme e Farmácia Central de Alverca.



VOLTAR